Trabalhando o estímulo e mudando o comportamento


A frase inspirada em São Francisco de Sales “cuide do seu corpo para que sua alma se sinta bem nele” provoca uma reflexão importante: como nos reconhecemos? Ter em mente o que de fato desejamos é o primeiro passo para alcançar nossos objetivos. O seu objetivo é a sua recompensa e exige determinação. Esse empenho envolve mudança de comportamento e as mudanças são sempre energeticamente custosas. Na física chamam isso de entropia negativa.

O fato é que nossos hábitos oferecem recompensas imediatas e por vezes esquecemos o foco mais importante. Vou te dar um exemplo: queremos parar de fumar, assisti esse desafio de perto, pois meu pai era um fumante inveterado. Quantas pessoas se comprometem em parar de fumar no final do ano? Não sei se foi o seu caso, mas para que esse compromisso siga adiante, precisaremos substituir a recompensa que o fumar dá por outra mais poderosa.

A imagem abaixo ajudará a entender como isso funciona. O triângulo pequeno representa o padrão que você quer mudar. Um exemplo: o estímulo – sua ansiedade, o comportamento – acender um cigarro e a recompensa – relaxar.  Para mudar esse padrão, precisamos de um novo hábito que traga uma nova recompensa, por exemplo: o estímulo – sua ansiedade, o novo comportamento – ligar para um amigo ou familiar para dar uma pausa na rotina; a nova recompensa – melhorar a saúde (deixando de fumar), conviver com minha família e amigos e ainda relaxar.

Como podemos ver no esquema, o triangulo pequeno (velho hábito) continuará dentro de você por toda sua vida. Assim, para enfraquecê-lo, o novo comportamento precisará ser repetido, repetido, repetido, até virar um novo hábito. O hábito antigo, em alguns momentos, pode voltar, e isso é esperado e normal. Portanto não considere uma recaída, como a perda do jogo, é apenas uma recaída.

Vamos então programar aquela mudança que você se prometeu no final do ano? Pense no gatilho e no novo comportamento que quer adotar. Em seguida, pense na nova recompensa e escreva isso onde você possa visualizar quando o gatilho for disparado e em seguida mova-se em direção ao novo comportamento.

Lembre-se que para a mudança de hábito não adianta a mudança de local. Exemplo: estou estressado em São Paulo, vou mudar para a Inglaterra. Seu estresse embarcará contigo na sua mente. Não terceirize a responsabilidade do êxito ou fracasso a ninguém, como normalmente escutamos: eu não tive oportunidade, meu chefe não gosta de mim e etc. O sucesso depende de você.

Esteja preparado para enfrentar esse desafio com determinação. É natural que seus amigos fumantes instiguem para você voltar a fumar. Para isso uma frase de Gonçalves Dias que meu amado pai gostava muito:

“A vida é combate,

Que os fracos abate,

Que os fortes, os bravos

Só pode exaltar!”.

Para informações mais detalhadas a respeito do tema, publicamos um artigo (http://remedyoa.com/pdfs_folder/roa-v1-id1023.pdf). Este modelo também está presente em nosso livro – O fim das dietas da Saúde – Editora Abril. (http://saude.abril.com.br/fitness/lancado-o-fim-das-dietas-com-novo-jeito-de-ver-o-emagrecimento/ ).

 

Por Antonio Herbert Lancha Jr – Vitria Seguros

Bacharel em Ed. Física – USP
Mestrado e Doutorado em Nutrição – USP
Pós- doutorado em Medicina Interna – Washington University

Artigos Relacionados

Escrito por Mara em 30/06/2021

LER MAIS

Escrito por Mara em 30/06/2021

LER MAIS

Escrito por Mara em 30/06/2021

LER MAIS

Escrito por Mara em 28/06/2021

LER MAIS

Escrito por Mara em 28/06/2021

LER MAIS

Escrito por Mara em 23/06/2021

LER MAIS